domingo, 29 de setembro de 2013

Prefeito de Marilena investigado pelo MP é afastado do cargo


Brasílio Bovis é acusado de fraudar licitações, superfaturar preços e de não entregar bens licitados.
O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) deu provimento, na última semana, a recurso do Ministério Público Federal (MPF) e afastou do cargo o prefeito municipal de Marilena (PR), Brasílio Bovis, que responde a processo por improbidade administrativa. 
Conforme a denúncia do MPF, Bóvis seria o principal organizador e beneficiário de um esquema de desvio de recursos municipais e federais em benefício próprio. Conforme a acusação, ele teria fraudado licitações, superfaturado preços e deixado de entregar bens licitados. 
O afastamento do prefeito foi pedido pelo MPF para evitar que este venha a influenciar as testemunhas, algumas subordinadas a ele hierarquicamente. Em primeira instância o pedido foi negado, o que levou o MPF a recorrer no tribunal. 
O relator, juiz federal Roger Raupp Rios, convocado para atuar no tribunal, reconheceu que deve ser concedido o afastamento cautelar do prefeito. "Existe possibilidade concreta de que este venha a influenciar no ânimo das testemunhas e co-réus ou inove artificiosamente na pendência do processo, mediante falsificação de documentos", ressaltou Rios. 
A decisão é da 3ª Turma e deve valer até o julgamento final da ação de improbidade. O prefeito pode recorrer contra a decisão.bondenews

Nenhum comentário: